De volta ás luzes e sombras, desta vez junto-lhe a palavra cantada



Luzes e sombras têm realmente uma poesia. Oscilantes, mais ou menos intensas, elas brincam, sugerem formas, movimentos e até mesmo sensações. Há muito tempo que, este contraste é utilizado para encantar, sentir e fazer sonhar, como acontece no Teatro de Sombras ou nos filmes que se projetam na parede, as crianças são atraídas pelo jogo das luzes e das sombras e pelos sons que as podem acompanhar... Quem trabalha com bebés e crianças pequenas sabe que uma fonte de luz pode chamar-lhes a atenção, e como um simples “acende e apaga” se transforma numa divertida brincadeira.
As crianças um pouco mais velhas gostam de brincar com sua própria sombra, tentando alcançá-la como quem persegue um amigo, espantando-se também com os movimentos que fazem e as formas que produzem, a depender da hora do dia e da posição do Sol. Sabemos que aquilo que encanta e atrai as crianças é sempre um bom ponto de partida para a elaboração ou explorações concretas dentro de novos projetos. 
Texto inspirado na publicação  de Renata Costa,proposta de currículo para a educação infantil, Brasil,2013


Imagem de planes con ninos


Estas atividades apresentadas permitem observar e avaliar a criança quando ela:
  • Desperta a curiosidade e o gosto pelas descobertas;
  • Participa em diferentes atividades, envolvendo-se na observação sobre a ação da luz e da sombra na relação entre si e diversos objetos
  • participa em jogos e brincadeiras variadas com luz e sombra produzidas com materiais diversos,lanternas, projectores, panos, aliando-lhe movimentos, cores e sons (palavra dita ou cantada).
  • Explora a  interação entre si e os outros em diversas brincadeiras;
É preciso organizar o espaço da sala para proporcionar experiências que favoreçam a escolha, a interação e a variedade de estímulos que permitam desenvolver as cem linguagens da criança. 
De acordo com os conceitos de Reggio Emilia, o trabalho com luzes abarca três dimensões da percepção: a visibilidade, a experiência estética e a sensação da passagem do tempo.
A organização do tempo e a escolha dos materiais e técnicas a explorar deve contemplar a necessidade de repetição, respeitando o ritmo e as capacidades de cada criança. Torna-se assim importante promover novas oportunidades para vivênciar essas ou outras experiências nesse ou noutro contexto.
 
Amanhã haverá novas explorações... Depois mostro como foi!

Ed. Milena Branco 
De volta ás luzes e sombras, desta vez junto-lhe a palavra cantada De volta ás luzes e sombras, desta vez junto-lhe a palavra cantada Reviewed by Milena Branco on terça-feira, novembro 07, 2017 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.