Escutas no rés do chão-

Continuamos a receber partilhas de momentos de escuta no "rés do chão".
Lembram-se da proposta?
Fazer silêncio para ESCUTAR a voz da criança, o que sente por estes dias de confinamento social...Que linguagens usa? Como comunica? Que verbos procura entender...
Hoje recebemos a partilha da minha amiga e colega Magda Santos.

"Finalmente a minha partilha que não vai da minha casa, mas foi um relato vindo de casa de um dos meus meninos, depois da minha proposta de hoje.

Sugeri que ouvissem deitados, de olhos fechados duas peças de música clássica Chopin com a peça Nocturne primeiro e depois Mozart com Allegro. Depois de ouvirem deveriam cada um em sua vez crianças e adultos falar sobre o que sentiram ao ouvir cada uma delas.

Ah, falei-lhes da importância destes exercícios na gestão dos sentimentos, na importância de cada um conseguir demonstrar o que sente e falar sobre isso...

Depois, recebi o seguinte relato: ‘’Tivemos a música clássica e a de chopin diz que fez pensar nos avós de todos os amigos e os dele que já morreram que voltassem para os seus netos. E uma pessoa fica sem saber o que dizer."

Sentimento de missão cumprida, foi o que senti.... que bom é conseguir falar do que sentimos e a morte é tão difícil de tratar com eles, aqui está um caminho..... beijinhos minha querida espero que vá de encontro ao que pretendias..."

Assinado, Magda Santos

A morte...
Volta a ver o mote...
Nunca havia pensado que as crianças se questionassem tanto sobre ela neste momento.
A música, traz a oportunidade para abrir o coração e de sentir empatia por quem parte, tanto como de quem perde...
A lembrança dos avós como figuras que vivem eternamente no coração, mas que são eles as maiores vítimas destes tempos...
Que linda a linguagem da música, que maravilhoso é este convite para sentir, silenciar-se dos ruídos da vida e sentir. É realmente tempo de acolher estes sentidos e sentimentos.
Obrigada querida Magda, a tua partilha reforça a necessidade de continuarmos a jornada.
E vocês?
O que se permitem escutar no "rés do chão", junto das vossas crianças?
Conseguem ver o invisível?
#100linguagensdacrianca
#atelierdaspalavras
#musicaqueeduca Ver menos

Comentários