Projeto especial na Ala de doentes ventilados do hospital Curry Cabral

A nossa escola é um lugar fantástico com corações de ouro que se entregam em projetos fantásticos... projetos onde se desatam nós, se partilham sorrisos, onde afinal« a diferença não faz diferença alguma...» Este é o lema para mais um retomar do projeto fundado pela colega Carla Custório, que eu a Francisca e os nossos frescos fazemos questão de manter vivo, chegou a nossa vez e prometemos não desiludir e continuar a caminhada com os amigos da ala de doentes ventilados do hospital Curry Cabral em Lisboa, venham dai conhecer esta gente maravilhosa!

A ala de doentes ventilados do hospital Curry Cabral é um lugar especial onde vivem três doente que  « formam uma espécie de família, da qual fazem parte os enfermeiros que os assistem. São doentes crónicos ventilados e totalmente dependentes de cuidados de enfermagem. O Miguel fez ontem 35 anos. Tem paralisia cerebral e a mãe todos os dias à cabeceira. Ele não comunica, mas a mãe, a quem os médicos disseram que o filho não sobreviveria além dos oito anos de idade, sabe que Miguel gosta de música calma e sente que o olhar do filho a acompanha quando se desloca na Unidade de Doentes Crónicos Ventilados do Hospital Curry Cabral, em Lisboa.» in, blog


Já receberam visitas importantes, já foram entrevistados muitas vezes e fazem parte do núcleo de amigos da nossa escola

Preparámos as famílias dos frescos e apresentámos o projeto, a colega fundadora desta aventura esteve presente, partilhou fotos e os momentos ricos que viveu nos últimos 6 anos, hoje de volta à valência de creche surgia a necessidade de passar este maravilhoso tesouro, porquê a nossa sala?

Porque nós vivemos e trabalhamos com a diferença todos os dias e tal como a mãe da Inês disse para nós « a diferença não faz diferença alguma!» Assim assumimos este compromisso, eu a Francisca, as familias e os nossos frescos!
Parabéns a todos e vamos lá fazer aquilo que fazemos tão bem, alegrar e mimar os nossos amigos!

Para os que não conhecem esta família e a sua casa vejam a reportagem da RTP 60minutos



Chegou o dia do «passeio», não sabiam o que iriam encontrar mas sabiam que nos esperavam amigos novos, que vivem no hospital porque as suas pernas e pulmões não funcionam bem, sabem os seus nomes e pouco mais, mas nada disso impede os frescos de se manterem cheios de entusiasmo para esse importante encontro...
Logo que chegamos temos à nossa espera uma enfermeira, a Ana que será a nossa parceira nestes encontros, ela entrega-nos uns cartões que indicam que somos visitantes importantes na ala de ventilados do hospital, estamos entusiasmados!!

A barriga vinha a dar horas porque era mesmo hora do lanche e os nossos amigos tinham para nós preparado um lanche de Macdonnald´s!!! 

Iniciámos a visita meio envergonhados, dissemos o nosso nome e ficámos a conhecer o Miguel e a sua mãe Irene, a Jusélia e o Paulo,também conhecido por inspetor crocodilo....

Onde há frescos há cantorias e nós fizémos um brilharete com as nossas canções de natal!!

Pousamos para as fotografias como as vedetas, mas neste dia as estrelas foram os nossos novos amigos!

As enfermeiras mantiveram a Jusélia sempre confortável pois ela não queria perder pitada do que estávamos a fazer!!

Falámos sobre os nossos projetos de sala, o nosso blogue e as nossas pesquisas dentro e fora da nossa sala, contámos as novidades da sala, da escola e até falámos na amiga Alexandra que foi viver para a roménia...

O Paulo ouviu-nos atentamente e prometeu ajudar-nos nas nossas pesquisas e a manter no contato connosco via net, a enfermeira chamou-lhe inspetor crocodilo e os frescos acharam muita piada ao nome!!!
Não vamos esquecer a promessa do Paulo e vamos manter o contato!! O Martim, observador como é, viu a bandeira do benfica e do Portugal que o Paulo tem na parede, e logo avisou que é do sporting, mas ficaram amigos na mesma!!!

A tarde voou e logo chegou a hora de dizer até breve...


Mais uma foto e fica a promessa de voltar em breve para outra visita!

O Pai Natal que por estes dias andou muito ocupado ainda teve tempo de fazer uma visita à ala de ventilados e deixou lá uma prenda para os frescos, adorámos, obrigada Pai Natal

Partimos então e nos corredores ouviram-se risos e gargalhadas que contrastam com os corredores silenciosos do hospitais...

Voltaremos em breve, prometemos!!


Este projeto visa trabalhar os valores da cidadania, da solidariedade e humanidade do ser enquanto elemento social integrado num determinado contexto . Assim visamos trabalhar de forma privilegiada a área da Formação pessoal e social.
 « A área da Formação Pessoal e Social integra-se no espírito com que esta  é apresentada nas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar, que a diferenciam pela sua importância e intencionalidade próprias, embora reconhecendo-a como área transversal e integradora, que se inscreve em todas as outras.
Mas, ao estabelecer algumas aprendizagens essenciais a realizar durante a educação pré-escolar para
que cada criança possa continuar a aprender ao longo da vida “tendo em vista a plena inserção na
sociedade como ser autónomo livre e solidário”, convém lembrar que estas aprendizagens se situam
num processo em construção, que está intimamente relacionado com o tipo e a qualidade de
experiência de vida em grupo que são proporcionados no jardim-de-infância e com o modo como são
abordados os diferentes conteúdos e organizadas as diversa acções» in, metas de aprendizagem para o pré-escolar

Este projeto prepõem trabalhar os seguintes domínios:
  • Identidade e auto-estima, permitindo à criança «  reconhecer laços de pertença a diferentes grupos (família, escola, comunidade entre outros) que constituem elementos da sua identidade cultural e social» e « identificar as suas características individuais, manifestando um sentimento positivo de identidade e tendo consciência de algumas das suas capacidades e dificuldades.» in, metas de aprendizagem para o pré-escolar
  • Independência  e  Autonomia, permitindo à criança « encarregar-se das tarefas a que se comprometeu realizar e executa-as de forma autónoma» , « manifestar curiosidade pelo mundo que a rodeia, formulando questões sobre o que observa.» in, metas de aprendizagem para o pré-escolar
  • Cooperação,permitindo à criança, «demonstrar comportamentos de apoio e entreajuda, por iniciativa própria ou quando solicitado.», « contribuir para o funcionamento e aprendizagem do grupo, fazendo propostas, colaborando na procura de soluções, partilhando ideias,perspectivas e saberes e reconhecendo e aceitando o contributo dos outros.» in, metas de aprendizagem para o pré-escolar
  • Convivência Democrática e Cidadania, permitindo à criança «manifestar respeito pelas necessidades, sentimentos, opiniões culturas e valores dos outros (crianças e adultos), esperando que respeitem os seus.», in, metas de aprendizagem para o pré-escolar
  • Solidariedade e Respeito pela Diferença, permitindo à criança,« reconhecer a diversidade de características e hábitos de outras pessoas e grupos, manifestando respeito por crianças e adultos, independentemente de diferenças físicas, de capacidades, de género, etnia, cultura, religião ou outras.»  in, metas de aprendizagem para o pré-escolar

     
     

Comentários