O natal está a chegar!

E o advento está à porta...
As crianças sabem disso!
Desejam colorir dentro dessas paletas de cor. Sabendo que essas cores não são o AZUL! Trazem os carros para a estrada colorida do atelier. Recentemente os carros e as pistas têm sido um maravilhoso desafio motor, tanto como cognitivo e social. Hoje os amantes da velocidade ocuparam a mesa do Atelier durante toda a manhã.

Arrumam e pedem mais papel. E nós damos!
Forro a mesa com uma nova folha de papel de cenário e mantenho a paleta de tons vermelhos.
Em vez de pincéis normais disponho na mesa esponjas com pega de madeira. No entanto algumas das crianças resolvem adicionar os pincéis de barba!! Que bom é ver-vos realizar escolhas!!

Que processos fantásticos, sem se importarem com o produto final. Nem eles, nem eu!
Afinal tudo o que fazemos com encantamento resulta bem!
No dia seguinte e depois das investigações sobre a paleta de vermelhos, hoje a mesa do atelier acolhia um convite noutra paleta de cores.
Já de olho no advento, o verde e o amarelo vieram brincar connosco.


Apenas um pequeno grupo se ocupou desta proposta.
O sol espreitava pela Janela e outros desejavam correr lá fora.
E foram!
Enquanto alguns dos BRINCADORES exploravam as tintas no atelier, outros seguiram para a rua com a Teresa. De pano na mão lá foram, limpar os aparelhos! Sabem o que descobriram?
Que a chuva caíra dentro das panelas da cozinha de lama...
Vieram chamar-me, fomos ver. Queríamos usar a água...está fria, molhamos as mãos...a M. Quase mergulhou e molhou as mangas!
Resolvemos regar o Jardim na janela, as nossas flores ficaram muito agradecidas!!
Depois...bem... depois retomaram as corridas, os saltos e as brincadeiras!!
Limpamos o atelier e fomos brincar com eles também ❤
Este Recreio é maravilhoso!!

Sobre o tempo de cada um e as preferências e escolhas que fazem para orientar o seu brincar, uma pequena reflexão...

"Para garantir uma progressão de aprendizagens, é importante que as explorações sejam propostas com regularidade na rotina dos bebês e crianças bem pequenas. A organização do tempo e a escolha dos materiais a serem explorados em cada atividade devem considerar a necessidade da repetição, pois algumas crianças podem reagir com repulsa quando em contato com algum material pela primeira vez. Por isso, precisam de mais tempo para aos poucos se familiarizarem com as sensações produzidas pelas suas características físicas. Como o tempo de exploração de cada criança é diferente, torna-se importante garantir atividades alternativas para que as que terminem antes possam se ocupar. Ter sempre próximo cestas de objetos, brinquedos etc., disponíveis às crianças pode ser uma boa alternativa.
A regularidade das experiências de exploração de diferentes materiais possibilita que, além de as crianças observarem a relação entre as transformações e suas próprias ações, possam também observar as marcas que suas ações deixam em diferentes superfícies.» Arte na creche

E assim devagarinho o natal entre na nossa Escola e nós estamos prontos para o ACOLHER!

Comentários